Press-Releases

EBITDA ajustado teve aumento de 21,8% (R$ 1.371,2 milhões no 3T23 ante 3T22 R$ 1.126,0 milhões no 3T22)


CURITIBA, PARANA, BRASIL, November 9, 2023 /EINPresswire.com/ — O EBITDA ajustado, considerando o resultado de operações descontinuadas (referente a Compagas e UEGA, que estão em processo de alienação) e excluídos os itens não recorrentes, atingiu R$ 1.439,1 milhões, montante 26,8% maior que os R$ 1.134,9 milhões registrados no 3T22, reflexo, sobretudo, do melhor resultado da Copel GeT (+58,1%), Copel Distribuição (+7,0%) e da melhor remuneração sobre ativos de transmissão de empreendimentos controlados em conjunto, parcialmente compensado, principalmente, pelo menor resultado da Elejor (-43,6%) e Compagas (-14,3%). Desconsiderando o resultado de equivalência patrimonial, o EBITDA ajustado teve aumento de 21,8% (R$ 1.371,2 milhões no 3T23 ante 3T22 R$ 1.126,0 milhões no 3T22).

Dessa forma, os principais fatores que explicam o resultado no trimestre são:

(i) o melhor desempenho da Copel GeT no resultado da compra e venda de energia elétrica (+R$ 201,8 milhões), em razão, principalmente, do crescimento de 13,3% (+R$ 130,3 milhões) na receita de suprimento de energia elétrica, efeito (a) do maior volume de energia comercializada no mercado regulado (ACR) (+1.446 GWh), dada a vigência de mais um contrato durante o terceiro trimestre de 2023, cuja origem foi a repactuação do risco hidrológico no ACR, que resultou na postergação desse contrato no montante de 478 MW médios com preço de venda dessa energia em torno de R$ 250 por MWh; (b) do cenário hidrológico mais favorável no 3T23, com GSF médio de 80,5%, ante 75,1% no 3T22; e (c) pela aquisição dos Complexos Eólicos Aventura e Santa Rosa & Mundo Novo – SRM

(ii) o resultado superior da Copel Distribuição, em razão, principalmente, do reajuste tarifário de junho de 2023, com efeito médio de um aumento de 6,32% nas Tarifas de Uso do Sistema de Distribuição (TUSD), do crescimento de 1,0% do mercado fio faturado e do aumento de 42,2% com outras receitas operacionais devido a maior receita verificada com arrendamentos e aluguéis dos contratos de compartilhamento de postes; e

(iii) a maior remuneração sobre ativos de contrato de transmissão, em função, principalmente, da evisão tarifária periódica aplicada aos contratos em julho de 2023 e da inflação (IPCA) de 0,61% no 3T23 ante deflação no 3T22 (-1,32%), com efeito positivo na receita de disponibilidade de rede elétrica da Copel GeT (+R$ 132,9 milhões) e no resultado de equivalência patrimonial (+R$ 58,9 milhões) no comparativo entre períodos.

Esses eventos foram parcialmente compensados, sobretudo, (i) pelo aumento de R$ 101,7 milhões com provisões e reversões (em termos recorrentes), efeito, sobretudo, da provisão de R$ 66,1 milhões referente a litígio regulatório no âmbito da Copel GeT, efeito do Despacho Aneel Nº 2.094 de 28 de junho de 2023 que trata da metodologia de cálculo do Mecanismo de Compensação de Sobras e Déficits (MCSD)1; (ii) pelo crescimento de R$ 69,6 milhões com “serviços de terceiros”, em função, basicamente, de maiores despesas com manutenção do sistema elétrico, serviços de consultoria e gastos relacionados com a obtenção de waivers no processo de transformação da companhia em true Corporation; e (iii) pela menor margem da Elejor no suprimento de energia elétrica no comparativo entre períodos.

A versão completa desse relatório está disponível no site da Companhia ri.copel.com

Teleconferência: 09/11/2023 – Quinta-Feira

Português: 09h00 – Horário de Brasília

Será transmitida via internet

(Tradução simultânea em inglês)

Transmissão ao vivo no site ri.copel.com

Relações com Investidores
COPEL
+55 41 3331-4011
ri@copel.com

article



Source link

The content is by EIN Presswire. Headlines of Today Media is not responsible for the content provided or any links related to this content. Headlines of Today Media is not responsible for the correctness, topicality or the quality of the content.

Back to top button